Por Sandro Vieira*

Nós brasileiros temos uma “quase” incurável síndrome de vira-lata e ignoramos que certos “costumes” são universais. Alguém falou a palavra superfaturamento? Olha só: Elon Musk, o cara que manda na Tesla e no espetacular projeto SpaceX, recebeu uma imensa audiência de curiosos para uma sessão de perguntas e respostas no Austin Convention Center, como parte da programação do SXSW 2018.

Entre muitos assuntos interessantíssimos, um em especial chama a atenção, o recentemente lançado Falcon Heavy, o foguete da SpaceX que é três vezes mais potente e carrega três vezes mais carga que o modelo mais poderoso da NASA. No entanto, o projeto gastou metade do valor que os foguetinhos da NASA costumam custar. Em tempo, os foguetes da Space X são reutilizáveis. Tudo muito estranho.

Muito cuidadoso com as palavras, Elon Musk não questiona a NASA em nenhum momento. Aliás, evita a todo custo citar a agência espacial americana, mas é fato que esse assunto corre por todos os cantos e já causou desconforto em Washington.

Celebridades? Por todos os cantos, já que nem só de avanços tecnológicos vive o festival. Um dos pontos altos até aqui foi a primeira exibição mundial do “Ready Player One”, o novo filme de Steven Spielberg, que de surpresa introduziu pessoalmente a sessão e levou abaixo o Paramount completamente lotado. O filme trata justamente (e de maneira cinematográfica, se é que você me entende) do assunto mais discutido na SXSW Game Expo (a ala gamer do festival): virtualização.

Conteúdos cada vez mais imersivos e as formas de inserção do usuário nos universos fantásticos de cada game são, segundo eles, apenas parte do desafio! Confesso que não vou me surpreender quando “sentir dor” entrar em discussão. Eles levam muito a sério esse negócio, que, a propósito, movimentou mais de US$ 100 bilhões no mundo em 2017.

Com uma profusão surreal de conteúdos simultâneos, é importante organizar uma agenda mínima para não se perder. O SXSW faz de Austin um caldeirão de ideias borbulhando e com trilha sonora ao vivo.

*Sandro Vieira é CCO da Mark Up, agência referência em brand experience afiliada à internacional Jack Morton.

 

 

Autor

Escreva um comentário

Share This